Fisiculturismo
Seja bem vindo ao fórum do fisioculturismo, para poder ter acesso completo ao fórum e poder postar, terá de se registar.

Registe-se, ajudando desta forma a dar visibilidade a este fórum e se possível apresente-se à comunidade.


A zona cinzenta da creatina!

Ir em baixo

A zona cinzenta da creatina!

Mensagem  Colossus em Dom Maio 30, 2010 7:38 am

A zona cinzenta da creatina!


Parece que outra forma de cretina de “alta tecnologia”, tem um pé firme na zona cinzenta da creatina. O que é a zona cinzenta da creatina? É para onde as várias formas de creatina – excepto o monohidrato - vão quando a ciência demonstrou serem inferiores ao monohidrato, e ou o seu ciclo de vida publicitária chegou ao final.


Refiro-me especificamente á creatina ethyl ester (CEE). Tal como muitas outras formas de creatina de “alta tecnologia” antes dela, foi feito todo o tipo de afirmações relacionadas acerca da sua superioridade em relação ao monohidrato de creatina (CM). Começam sempre da mesma forma.

Em primeiro lugar, a empresa irá inventar uma longa lista dos aspectos negativos acerca do monohidrato de creatina (CM), tais como “má absorção” ou “causa retenção”, ou “não é estável”, e a lista continua, enquanto afirmam que a sua forma de creatina resolveu todos os aspectos negativos inventados acerca da (CM).

O problema é que, os dados já demonstram que o monohidrato de cretina não causa virtualmente, nenhum dos aspectos negativos que eles inventam, nem demonstram que a sua forma de creatina “cura” esses supostos aspectos negativos.

Os vendedores da CCE por exemplo, afirmavam que a CEE era melhor absorvida e utilizada do que a (CM), e isso foi demonstrado ser totalmente irracional e falso. Houve muitos estudos “in vitro” que apontavam para o facto de a CEE ser inferior á CM, mas, um estudo recente realizado em seres humanos, colocou o último prego no caixão da CEE.

Esse estudo tem o título de ““The effects of creatine ethyl ester supplementation combined with heavy resistance training on body composition, muscle performance, and serum and muscle creatine levels”. O estudo completo é de acesso público e pode ser lido aqui: Estudo CEE

Aviso, o abstracto é confuso e não está muito bem escrito. Se ler o estudo completo, torna-se mais claro. Se não tem tempo ou interesse em ler tudo, o estudo pode ser resumido no seguinte: "Embora todos os indivíduos participantes no estudo tenham obtido aproximadamente os mesmos efeitos; todos eles obtiveram melhorias na composição corporal e ganharam força. Porquê? Porque neste estudo utilizaram indivíduos destreinados, eles não poderiam diferenciar entre PL, CEE, e CM em termos de efeitos na composição corporal e força nesse período de tempo, dado que os principiantes obtêm sempre progressos rápidos quando iniciam o treino de musculação". Até aqui, nada de novo.

No entanto, o estudo chegou ao ponto essencial, que foi, demonstrar claramente que as afirmações acerca da CEE são falsas: Neste estudo a CEE causou níveis muito mais elevados de creatinina e uma concentração menor de creatina nos músculos comparado com a CM, isto prova, de novo, que as afirmações dos vendedores da CEE que dizem que esta forma de creatina é superior á CM e de que a CM é “mal absorvida” ou “causa retenção”, ou a minha favorita “a CM não é estável,” etc. são falsas.

Os investigadores também verificaram as mudanças nos compartimentos de água (a CEE na verdade, teve um tendência a causar níveis mais elevados de água extra celular do que a CM, por isso, fica assim eliminada a afirmação estúpida, de que a CEE não causa “retenção de água”…) A CEE falhou a todos os níveis em comparação com a CM.

A CEE é menos estável que a CM, aumenta os níveis de creatinina a níveis muito mais elevados que a CM, e é inferior, comparada com a CM, no que diz respeito a aumentar os níveis de creatina no musculo. Este estudo não é de forma alguma perfeito, mas, combinado com os restantes dados existentes, e com os estudos e dados sérios proporcionados pelos vendedores da CEE (o que significa, zero!), bem, não é preciso ser um cientista para se chegar á conclusão certa…

A CEE irá entrar na zona cinzenta, tal como dezenas de outras forma de creatina, e todas começaram por afirmar serem superiores á CM, com grandes afirmações, e agora permanecem na zona cinzenta.

Dois pontos essenciais acerca da zona cinzenta:

1. Apesar de estarem na zona cinzenta, não significa que sejam inúteis. Algumas formas, como a cretina “magnesium chelate” por exemplo, parece promissora, mas num estudo comparativo com a CM, não teve melhores resultados. Recorde-se que, uma outra/nova forma de creatina, não tem apenas de mostrar resultados iguais á CM, tem de mostrar resultados superiores. Formas como o “pyruvato” de creatina e muitas outras na lista, podem ser tão eficientes como a CM, mas não são superiores, então acaba por se tratar de uma questão de custo.

Outras formas da lista, tiveram na verdade, resultados inferiores á CM nos estudos, tal como a creatina em soro, várias versões líquidas de creatina, e agora a CEE. A creatina em soro foi uma grande moda há poucos anos, e os estudos demonstraram que não só era inferior á CM em todos os aspectos, como também não continha virtualmente creatina nenhuma! Mas claro, existem sempre aqueles indivíduos a utilizar uma das várias formas de creatina nos vários fóruns, que escrevem “posts” em que utilizam uma lógica distorcida “bro logic” com afirmações do género “Não me interessa o que os estudos dizem, comigo funciona como uma bomba!”, mas eu discordo…

Finalmente, outras formas na lista, simplesmente não possuem quaisquer dados para se poderem comparar com a CM. Mas as empresas que vendem essas formas de creatina, irão periodicamente fazer afirmações de superioridade a partir de zero dados para suportar as suas afirmações. Assim sendo, é impossível realmente separar os factos da ficção (ex: marketing publicitário) para os poder recomendar.

Por mim, irei usar a forma de creatina que tem, literalmente, centenas de estudos a comprovar a sua eficácia e segurança, em vez de uma forma de creatina que tem zero dados em que basear as suas afirmações de superioridade sobre a CM. Por isso, ficam colocadas na zona cinzenta. Poderá haver, no futuro, estudo que as retirem da zona cinzenta, mas eu não esperaria por isso.

2. A CM não é perfeita.
Não é muito solúvel, e, não parece funcionar de todo
em cerca de 30% dos consumidores. Em doses altas, geralmente, cerca de 3g-5g ingeridos de uma só vez, pode causar problemas estomacais em alguns indivíduos, embora numa percentagem pequena, pode ser um grande impedimento para alguns consumidores.

Sendo assim, sou a favor da continuação das pesquisas acerca de formas melhoradas de creatina e de transporte/absorção de creatina, e por ai adiante. Mas tem que haver suporte e dados científicos que comprovem que novas versões da creatina são ou serão mais eficazes e/ou mais seguras.

Eu poderia aleatoriamente utilizar duas formas de creatina listadas abaixo, digamos “dicreatine malate e creatine ethyl carbonate ester” e produzir “dicreatine malate creatine ethyl carbonate*”, mas, seria superior á CM? Não se sabe, dado que não existem dados.
Poderia apenas inventar uma série de afirmações não provadas como outros fazem, e vender o produto… Será que as empresas de suplementos inventam uma forma de creatina simplesmente para parecer que é de “alta tecnologia”?

Bem, uma empresa, a (BSN) está neste momento em tribunal devido a uma forma que vendem chamada “CEM3” ou “Creatine Ethyl Ester Malate”, o que, de acordo com as acusações “não existe, e é impossível de produzir”! Como já disse, a CM não é perfeita e sou todo a favor da continuação das pesquisas a favor de formas melhoradas (vs. Formas diferentes!) de creatina, e/ou formas melhoradas de tecnologias de transporte, mas as empresas de suplementos devem pagar as suas dívidas em relação a esses produtos, parar com toda essa propaganda e parar de denegrir a imagem da CM, apenas para venderem produtos não provados.

Então, sem mais demoras, aqui a minha lista actual da zona cinzenta das creatinas:

Creatine ethyl ester (CEE)
creatine pyruvate
creatine taurinate
creatine ethyl ester malate
creatine ethyl carbonate ester
creatine gluconate
creatine malate
dicreatine malate
tricreatine malate
creatine citrate
tricreatine citrate
Kre-Alkalyn
creatine phosphate
creatine alpha-ketoglutarate
creatine-6,8-thioctic Acid-ketoisocaproic Acid Calcium (CREAKIC)
creatine pyroglutamate
“conjugated creatine” (Con-Cret)
magnesium creatine chelate
creatine anhydrous
dicreatine orotate
tricreatine orotate
creatine alpha-amino butyrate
creatine HMB
“titrated creatine”
“creatine serum”
“liquid creatine”

E também:

glycocyamine (precursor)
creatinol-o-phosphate (analog)

* =apenas como exemplo: Não faço ideia se tem forma é quimicamente possível, nem me interessa.


Fonte!

_________________
"Eat for nutrition and food value. Emphasize natural foods, avoid processed foods and eliminate junk entirely." - Vince Gironda ...
avatar
Colossus
Admin

Mensagens : 904
Data de inscrição : 16/11/2009
Idade : 36
Localização : Planeta Terra!

Ver perfil do usuário http://fisioculturismo.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum